PUBLICIDADE

Rio de Janeiro / Cotidiano

Bondinho Pão de Açúcar comemora 110 anos

No ano em que completa 110 anos, com um legado histórico de inovação e pioneirismo, o Parque Bondinho Pão de Açúcar dá mais um passo para se tornar a melhor plataforma integrada de experiências sustentáveis em turismo, entretenimento e mídia da América do Sul. Com nova identidade visual e posicionamento, o parque apresentou, nesta quarta-feira (25/05), seus projetos em cerimônia no Anfiteatro do Morro da Urca, na presença de representantes de empresas parceiras e de gestores públicos.

“O Rio é uma cidade especial, é viável e a gente tem que acreditar nisso. E o Pão de Açúcar, esse espaço incrível, não é só um parque, ele é um simbolo mundial. Quando a gente fala em símbolos do mundo, pensa na Torre Eiffel, na Estátua da Liberdade, em alguns outros lugares especiais e o Pão de Açúcar é um deles, um símbolo que pertence à humanidade, mas acima de tudo é de todos nós cariocas”, disse o prefeito do Rio, Eduardo Paes, que participou da celebração.

Para o CEO do Parque Bondinho Pão de Açúcar, Sandro Fernandes, esse é um momento muito especial porque representa o início da celebração dos 110 anos da atração. “Tudo o que planejamos e construímos durante todo esse tempo reflete os nossos valores: paixão por encantar, inovação, segurança, integridade, sustentabilidade e foco em resultado. Somos o teleférico mais antigo em operação no mundo, mas temos visão de futuro e seguimos inovando”.

Tendo em seu DNA a preocupação com o meio ambiente, o Parque Bondinho Pão de Açúcar implementou, ao longo da sua história, diversos programas de sustentabilidade. O mais recente é a entrada no mercado livre de energia. Com essa iniciativa, já é considerado baixo consumidor por utilizar um sistema eficiente de energia e ainda contribui com a redução das emissões de carbono.

Essa ação se junta a outros projetos do Parque focados em sustentabilidade, como o de eficiência em energia com uso de painéis solares e sistema regenerativo elétrico; gestão de resíduos sólidos; projeto de preservação ambiental do MoNa (Monumento Natural dos Morros Pão de Açúcar e Urca), que acontece desde a década de 80; e conservação e recuperação da pista Claudio Coutinho e Trilha do Morro da Urca. Também está sendo implementado um planejamento estratégico de ações com base nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável  (ODS) da ONU.

Ainda no campo de sustentabilidade, o Parque Bondinho anuncia que implementou a iniciativa inédita de um projeto de neutralização de carbono.

Foto: ABr.