PUBLICIDADE

Rio de Janeiro / Negócios

Empreendedorismo: Lamparina cresce 200% na pandemia

Hoje, no Dia Mundial do empreendedorismo, 19 de novembro,  Isabela Esteves e Sabrina Petry têm muito o que comemorar: o sucesso de seu empreendimento, a empresa Lamparina, que não deu bola para a crise e cresceu nada menos que 200% em plena pandemia.

As duas sócias são gaúchas no RG, mas cariocas de coração e sempre tiveram em comum o interesse por temas ligados a sustentabilidade e responsabilidade social. Se conheceram por acaso, quando trabalharam juntas numa empresa de consultoria de marketing social. A afinidade ficou logo evidente e não demorou muito para, pouco mais de um ano depois, elas pedirem demissão e abrir a Lamparina.

Desde 2012, época da fundação, as empreendedoras definiram como missão ajudar organizações a extrair o que têm de melhor para a sociedade, independentemente do segmento. Nesses quase dez anos, a Lamparina já teve clientes como Ambev, Claro,Tim, CEMIG, Rio Energy, Nissan, GM, Bayer, Melissa, Grendene, entre muitas outras empresas.

O trabalho envolve estratégia de governança, posicionamento institucional e comunicação, sempre a partir da ótica da sustentabilidade e da responsabilidade social. Elas atuam desde o diagnóstico, onde identificam o nível de maturidade em sustentabilidade da organização. Daí partem para o desenho da estratégia e elaboração de diretrizes para um negócio mais sustentável, e para a gestão de indicadores da nova atuação, até o planejamento da comunicação. É a conexão da sustentabilidade com a comunicação.

“A Lamparina surgiu da ideia de ter nosso trabalho gerando um impacto positivo no mundo. Víamos as empresas trabalharem a sustentabilidade de forma muito fria, desconectada dos seus públicos e sem a humanização, que acreditamos ser fundamental. Acreditávamos que poderia ser de outra forma, mais envolvente, criativa e inovadora”, conta Isabela Esteves.

Foram mais de 200% de crescimento na pandemia. Isabela diz que o momento mundial parece ter jogado ainda mais luz sobre a importância de negócios mais sustentáveis e a necessidade de empresas serem mais conectadas com a sociedade. E conclui: “O tema sustentabilidade ganhou força dentro das organizações e isso foi determinante para a visibilidade que a Lamparina conquistou”.

A dupla aproveitou o bom momento para investir na empresa, aumentando e capacitando a equipe, otimizando processos internos, buscando soluções que garantissem cada vez mais excelência em suas entregas e ampliando sua rede de relacionamentos e de prospecção. Os planos para 2022 incluem o desenvolvimento de novos produtos e serviços, e mais crescimento, que elas projetam em 70%.

Para Sabrina Petry, falta nessa caminhada, entender os reais impactos já alcançados pelo trabalho em parceria com todos os clientes: “Acreditamos no propósito da Lamparina e queremos saber o quanto já contribuímos para a sociedade com nosso trabalho até aqui”, conclui.

Foto: Luciana Costa