PUBLICIDADE

Edição Semanal

Carla Diaz: “Encontrei a minha paixão”

Parece que foi ontem. Os fãs que acompanham o trabalho de Carla Diaz ainda lembram com frescor na memória daquela pequenina em Chiquititas e também da espevitada Khadija, da novela O Clone, atualmente em reprise no Vale a Pena Ver de Novo, na Globo. Mas a atriz, de 31 anos, está completando nada menos que 29 anos de carreira.  Uma senhora trajetória para uma jovem atriz, que é movida pelo amor à arte e está sempre em busca de novos desafios.

 

No início do ano, ela se mostrou inteira para o país, participando do Big Brother Brasil 21, em plena pandemia. Parecia uma novela dentro do reality. Se apaixonou, foi para  quarto secreto, teve uma volta triunfal, se ajoelhou aos pés do amado, sorriu, chorou, brigou, articulou, viveu. Entregou tudo. “Lá dentro é tudo intenso”, conta em entrevista exclusiva à Mais Rio de Janeiro, deixando claro que não se arrepende de ter entrado para ‘a casa mais vigiada do Brasil’.

 

Finda a experiência no BBB, ela retomou com tudo os trabalhos e comemorou a estreia de uma produção desafiadora: os longas A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou meus pais, duas histórias baseadas nos fatos reais que  giram em torno do  assassinato dos pais de Suzane Von Richthofen, um crime que chocou o país há 20 anos..  Com cenas de muita emoção, os longas estão em primeiro lugar dos mais vistos no Amazon Prime Video desde a estreia, em 26 de setembro.

 

Carla também apurou sua veia empreendedora e lançou recentemente sua linha de lenços e de óculos, acessórios indispensáveis em seu guarda roupa desde sempre. Até porque começou a trabalhar em publicidade com 2 aninhos, então a afinidade com esse universo é total. Solteiríssima e feliz com a nova fase cheia de novidades e muitos projetos para 2022, ela celebra a vida e, após vencer um câncer de tireóide, é só alegria e gratidão: “para 2022 tem muito trabalho, estou animada!”.

 

 


PUBLICIDADE