PUBLICIDADE

Edição Semanal

Joyce Trindade: “Precisamos garantir vida e o acesso aos direitos”

Quando era apenas uma menina brincando com os primose outras crianças no bairro de  Cosmos, Zona Oeste do Rio, Joyce Trindade dizia  que se tornaria a primeira mulher negra presidenta do Brasil. Hoje, aos 24 anos, e formada em Gestão Pública pela UFRJ, ela esta à frente da Secretaria Especial de Políticas ePromoção da Mulher do Rio de Janeiro. Alíimplementa ações que visam minimizar tantas desigualdades sociais e faltas de oportunidades com que lida desde a sua infância e seguem atingindo boa parte da população, especialmente a feminina, não só no Rio, mas no Brasil.

“Claro, que os anos passaram e os sonhos mudaram, mas o desejo e a vocação de trabalhar para uma sociedade mais justa fazem parte de toda a minha trajetória…Precisamos garantir vida e o acesso aos direitos”, afirma Joyce, nesta entrevista concedida com exclusividade á Mais Rio de Janeiro. A secretária é umas das lideranças jovens que têm mostrado sua força na atual gestão da prefeitura do Rio ao pensar políticas públicas que promovam mais inclusão, profissionalização, acolhimento e independência financeira para as mulheres, questão fundamental inclusive para o enfrentamento de situações de violência.

No mês Consciência Negra, Joyce lembra que é preciso que a mudança seja estrutural, e aconteça em muitas frentes. “Para nós, mulheres negras, o caminho para a equidade de gênero e raça é ainda mais longo”, ressalta. Para quem já investe todas as forças em se dedicar a essa proposta de mudanças necessárias, seguir em frente é um ganho para toda a sociedade.


PUBLICIDADE