PUBLICIDADE

Internacional

Filipe Toledo conquista título do Circuito Mundial de Surfe

Filipe Toledo conquistou pela primeira vez o título do Circuito Mundial de Surfe, ao derrotar o potiguar Italo Ferreira em uma final brasileira, nesta quinta-feira (8), no WSL Finals na praia de Lower Trestles, em San Clemente, Califórnia (EUA).

Esta foi a quarta conquista consecutiva mundial do Brasil, que com isto mostra que é o atual país do surfe. O país possui no total seis títulos: três de Gabriel Medina (2014, 2018 e 2021), um de Adriano de Souza (2015), um de Italo Ferreira (2019) e o alcançado nesta quinta por Felipe Toledo.

Corrida pelo título

A disputa masculina começou em grande estilo, com a reedição da final olímpica do surfe, com Italo Ferreira medindo forças com o japonês Kanoa Igarashi. E, assim como no Japão, o potiguar foi melhor, com direito a um aéreo incrível, que lhe valeu um 8,17, para triunfar por 13,37 a 11,83.

Depois o campeão olímpico enfrentou o australiano Ethan Ewing. O brasileiro começou com um ritmo muito forte, pegando logo duas ondas que lhe garantiram uma vantagem de 12,83 a 0. A partir daí o australiano não conseguiu se recuperar, e Italo fechou com tranquilidade em 13,10 a 11,83.

Diante de outro surfista da Austrália, Jack Robinson, o potiguar começou a semifinal abusando dos aéreos de esquerda, com destaque para uma onda na qual ele acertou uma sequência de três aéreos que lhe valeu um 7. No final, Italo venceu a disputa por 16,10 a 13,30 para chegar à decisão com Filipe Toledo.

Decisão brasileira

Na grande decisão, que foi disputada em uma melhor de três baterias, Filipe Toledo começou com uma direita na qual desfilou o seu repertório de manobras para receber logo de cara um 7,50. Ele emendou na sequência outra ótima direita, que lhe valeu um 7,63.

Italo Ferreira até tentou responder, inclusive tirando um 8, mas o paulista conseguiu administrar a vantagem construída para fechar a primeira bateria em 15,13 a 14,97.

Assim como na disputa inicial, Filipe Toledo iniciou a segunda bateria partindo para cima, encaixando duas ondas para abrir uma vantagem de 10,84 a 1 sobre o potiguar. Depois o paulista ficou em situação ainda melhor, com outra direita inspirada que lhe valeu um 7,83.

Foto: Agência Brasil