PUBLICIDADE

Rio de Janeiro / Cotidiano

Amarelinho da Cinelândia reabre e vira Patrimônio Cultural carioca

Testemunha dos mais variados acontecimentos culturais e políticos no Centro do Rio e ponto de encontro dos foliões durante o carnaval, o Amarelinho da Cinelândia é o mais novo bar a receber a placa de patrimônio cultural carioca. Neste sábado (20/11), durante a reinauguração do espaço ao público, após longos meses fechado devido à pandemia, o secretário municipal de Planejamento Urbano, Washington Fajardo, e a presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, Laura Di Blasi, entregaram a placa ao novo dono do estabelecimento, que agora faz parte da rede de bares Belmonte, Antônio Rodrigues. Também compareceram ao evento: o Secretário de Cultura, Marcus Faustini; o Subprefeito do Centro, Leonardo Pavão; o Gerente Executivo Local do Centro, Rodrigo Moitrel, e o sambista Moacyr Luz.

“ Os patrimônios afetivos da nossa cidade são sempre muito frágeis. Dependem de atenção e empenho coletivo, público e privado. Especialmente no Centro do Rio, abandonado pela administração anterior e duramente atingido pela pandemia, o Amarelinho não resistiu. A reabertura do Amarelinho pelas mãos do Antônio Rodrigues é uma demonstração da recuperação da força e da vitalidade da área central. O Amarelinho é uma das caras do Centro. Um bem cultural tombado. Um bar ao lado da política, numa praça de liberdade e de reivindicações. Alegria e crítica juntos. Típico do Rio”, afirmou o secretário de Planejamento Urbano, Washington Fajardo.

O bar está localizado no térreo do número 55 da Praça Floriano, a famosa Cinelândia, que já chegou a ser considerada como a “Broadway Brasileira”, pois ali se localizava a maioria dos cinemas e teatros da cidade. O prédio de paredes amarelas é considerado um dos primeiros arranha-céus da cidade e é tombado pelo município desde 1989. Com a entrega da placa, o Amarelinho passa a integrar o Circuito dos Botequins, que visa identificar os locais característicos e tradicionais da boemia, afirmando o significado destes locais para a cultura carioca. O Amarelinho da Cinelândia é o 28º a figurar nesta relação, que conta com bares de tradição como Bar da Portuguesa, Casa Paladino, Bar Adonis e Adega Pérola.

Foto: Prefeitura do Rio