PUBLICIDADE

Rio de Janeiro / Cotidiano

Curso de bartender gratuito emprega alunos da Cidade de Deus

Uma iniciativa da Casa Dona Amélia, parceira da Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUVRio), abriu as portas mercado de trabalho para jovens moradores de comunidades do Rio que pretendem ingressar no ramo de drinks. O curso Coquetela Rio oferece formação gratuita de produção e gestão de bar para esse público.

Na primeira edição, em agosto deste ano, foram habilitados 20 jovens. A ideia é diversificar a ocupação das vagas disponíveis após a volta das atividades em estabelecimentos do município. A próxima formação está com inscrições abertas até a próxima quinta-feira (13/10) para o curso presencial nas unidades dos complexos da Penha e de São Carlos e na Cidade de Deus.

A primeira edição do Coquetela Rio aconteceu nas comunidades do Itanhangá e na Cidade de Deus. Por meio de parcerias com organizações, profissionais, educadores e empresas do ramo de comércio de bebidas, a iniciativa reuniu material teórico e prático para oferecer aos alunos jovens, de 18 a 29 anos, oportunidade de se qualificar para uma profissão especializada.

Elton Tomas, de 25 anos, é assessor jurídico e morador da Cidade de Deus. Após o Coquetela Rio, ele foi efetivado em um bar no Recreio dos Bandeirantes, onde complementa a renda familiar.

“ Eu aprendi muito sobre uísque, cachaça, destilação, montagem, medidas e modo de se fazer um drink. As aulas práticas e teóricas foram fundamentais para que eu ganhasse conhecimento para poder trabalhar na área e foi um diferencial para conseguir uma vaga de emprego”.

Os alunos da formação também são instruídos sobre o aspecto social da bebida e como lidar com os clientes. Matheus Rosa, de 24 anos, conta que não é preciso gostar de beber para ser bartender. Experiente na profissão, o rapaz ganhou uma promoção ao se formar pelo Coquetela Rio no final de agosto:

“Ao contrário do que muita gente pensa, não é preciso gostar de beber para trabalhar nessa área. A gente tem que aprender a teoria e a técnica e aplicar tudo que sabemos atrás do balcão. Podemos degustar os drinks, mas não há exageros. Até mesmo porque estamos trabalhando. Por conta dessa formação meu chefe me promoveu e foi algo muito bom para mim”.

A próxima edição do Coquetela Rio oferecerá também estágio para que os alunos ingressem no mercado de trabalho já com uma experiência no currículo. De acordo com o idealizador do curso, Gabriel Lyra Pedro, a pandemia afetou a oferta de empregos em todas as áreas, especialmente no ramo de bares. Mas, com a retomada das atividades, novas vagas já estão surgindo. Por isso, estar qualificado será um diferencial na busca de oportunidades:  “Para participar das aulas não é necessário ter nenhuma habilidade especial. Basta ter sede de conhecimento e se inscrever na formação. Hoje, os empresários e empreendedores do setor de bebidas voltaram a oferecer empregos que queremos ocupar com formados pelo Coquetela Rio”.

Por meio da parceria com a JUVRio, o curso continuará a ser executado. Segundo Ingrid Siss, representante da pasta, a oferta de formação para a inserção de jovens em vagas de empregos é essencial para alavancar a ascensão da juventude carioca:

“m conversa com a galera da área de coquetelaria, percebemos que esse poderia ser um nicho interessante para os jovens que queriam se especializar e fizemos as conexões para gerar as oportunidades”.

Novas inscrições

Para participar do segundo ciclo de formações do Coquetela Rio basta acessar o link: https://abre.ai/coquetelario.

O curso terá duração de cinco dias, além de 12h de vivência prática. O resultado das inscrições será divulgado nas redes da JUVRio (@juvrio).