PUBLICIDADE

gastronomia

Maestria em todos os paladares

Edson Alexandre

Chef e empresário Edson Alexandre serve delícias no bistrô Seu Vinho e nos camarotes mais badalados da Marquês de Sapucaí

 

Por Claudia Mastrange

 

Uma curiosidade que virou paixão. Assim começou a história de amor do empresário e chef Edson Alexandre com o vinho.  A bebida, que pode embalar um encontro apaixonado, festejar datas especiais e grandes negócios ou remeter ao sagrado – fundamental nas celebrações cristãs -, hoje é matéria prima para o negócio de Edson, que comanda, ao lado do sócio Rodolfo Tanus,  o bistrô  Seu Vinho, localizado no Itanhangá, Rio de Janeiro, com muito prazer e requinte.

Tudo aconteceu há cerca de 30 anos. “Eu não tinha o hábito de beber. Mas, tomando um vinho, em São Paulo, um dia chamei o sommelier e disse que o vinho estava ruim. O profissional me respondeu: ‘está não. Ele é ruim”, conta Edson. A partir daí, viveria uma experiência que mudaria sua relação com a bebida. Depois de pedir um vinho relativamente barato (cerca de R$70,00), solicitou então outra opção, que pudesse gostar e perceber a diferença. “Ele me trouxe outro, que custava R$170,00 e tinha outro sabor. Então achei tudo tão interessante que comecei a me aprofundar no tema, degustar, pesquisar. E vi também que barato só o marido da barata “, diverte-se.

O bistrô Seu Vinho , além da seleta carta de vinhos, serve para almoço e jantar, com reservas. O espaço aconchegante dispõe de 4 mesas e torna-se uma opção reservada e diferenciada para apreciar um menu de iguarias  especialíssimas.  Camarão VG, vieiras e cavaquinhas  estão no cardápio, sob medida para quem busca uma degustação perfeita.

E qual vinho escolher? Os vinhos brasileiros são ruins ? “Não são. Mas também não são baratos. A carga tributária é muito grande e muitas vezes se torna proibitiva para o pequeno comprador. O vinho Muralha, produzido no cerrado, a 140 Km de Goiânia custa, na vinícola,  R$126,00. Eu precisaria vendê-lo por R$300,00. Algumas negociações não valem a pena. Se comprar 1200 garrafas, o rótulo ganha divulgação e uma outra empresa encomenda 50 mil. Para quem sai mais em conta? Não tem jeito, é a lei do mercado”, conta Edson.

De olho nas flutuações do mercado, o Seu Vinho oferece uma cartela variada de rótulos dos mais diversos países com safras especiais. “Queremos proporcionar ao cliente a experiência de  conhecer rótulos diferenciados, com qualidade e a um preço acessível”. Conta Edson, que no Instagram da empresa compartilha seus conhecimentos sobre o tema, dando dicas de harmonização, o diferencial de cada vinho, suas origens e curiosidades.

Rei dos camarotes

O conhecimento e experiência do chef Edson estão muito além das dicas pelas redes sociais. Ele gosta mesmo é de colocar a mão na massa. Por conta disso, em 2022, à frente da Máxima Gastronomia, ele vai comandar alguns seletos camarotes na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, tarefa que desempenha com maestria desde 2007. 

No camarote Incentivo Brasil, o cardápio privilegia os frutos do mar. “Vieiras, camarão VG, cavaquinhas, bacalhau… Comida de excelência para convidados seletos”, conta. Edson estará à frente também do Camarote Arpoador , que recebe em média 3 mil pessoas e tem um cardápio com sabores e aromas variados e muito bem servido, assim como o camarote DM. “Além da qualidade  dos  alimentos, focamos no bom atendimento e na variedade”, conta Edson, que  recebeu outras propostas, ainda em estudo.

Um diferencial do chef é preparar pessoalmente os pratos. “Toda a comida é feita por mim. Não é delegada. Isso nunca dá certo e depois é preciso fazer acertos pelo meio do caminho”, explica Edson, que também tem toda a logística de preparo, armazenagem e estoque. Seja para um cardápio para 100 pessoas ou 3 mil. E se faltar algo?  “Tenho carros de prontidão, e um depósito que fica de sobreaviso, caso seja necessário repor algo. Existem estabelecimentos que abrem pra eu buscar algo, numa emergência. Nunca falhou.  E faço tudo com um imenso prazer. É difícil, mas também sempre dei sorte. Tiro onda…”, diz, com humor, já de olho na folia que vem por aí.

Para ele, o Carnaval de 2022 vai ser puro sucesso. “Acho que até lá não teremos mais restrição nenhuma, após essa pandemia. O Carnaval é uma paixão, a maior festa popular do mundo, não há nada parecido. Pena que é mal vendido lá fora, poderíamos ampliar muito mais a arrecadação e o Turismo”, afirma. Estar nessa festa, servindo delícias  inigualáveis em plena Marquês de Sapucaí, é um desafio e uma alegria  para Edson. Mas ele tira de letra.

Entre 1989 e 1996, Edson montou uma empresa de catering nos EUA e, em cada ação, levava toda a estrutura, das panelas, a garçons e equipe de limpeza. “Sempre gostei de fazer jantares, eventos, o que surgisse. Uma vez fui fazer a comida para um casamento em uma fazenda, em São Paulo , de ônibus, para de 30 a 40 pessoas  levando a comida toda no porta-malas. Porque eu sou chato, escolho tudo, provar tudo. Exijo a maior qualidade. A responsabilidade é minha, se algo estiver certo ou errado.  Mas , nos camarotes, seja onde estiver, faço tudo com muito prazer”, finaliza Edson.