PUBLICIDADE

arte & cultura

Meteorito com quase duas toneladas é levado para o Planetário do Rio

Um senhor de quase duas toneladas, sobrevivente do incêndio no Museu Nacional, atravessou a cidade do Rio nesta quinta-feira (13) rumo a um novo lar. O meteorito Santa Luzia, o segundo maior do país, que caiu em Goiás há aproximadamente 100 anos, vai ser, literalmente, o principal astro do Planetário do Rio, que reabre ao público no próximo sábado (15/05).

Para transportar um objeto tão único e pesado, foi necessária uma grande operação: o meteorito saiu do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST), em São Cristóvão, rumo à Gávea, a bordo de um caminhão munck, o único capaz de fazer esse tipo de transporte, cedido pela RioLuz. Tudo isso acompanhado por astrônomos da Fundação Planetário.

“ Estamos ansiosos para receber o público com essa novidade, seguindo todos os protocolos de prevenção à Covid-19 nesse momento. O Planetário exalta a ciência sempre, seja ela trazendo um meteorito tão importante na história da astronomia brasileira ou apoiando a vacinação, que salva tantas vidas”,comenta o presidente da Fundação Planetário, Gledson Vinícius, instituição agora ligada à Secretaria de Governo e Integridade Pública, que funciona como um dos principais polos da cidade para imunização no momento.

A visitação ao meteorito Santa Luzia é gratuita, de segunda à sexta, das 8h às 17h; sábados, das 10h às 17h; e domingos, de 13h30 às 17h. Para informações sobre a programação do Planetário e suas sessões de cúpula (que são pagas), basta acessar: planeta.rio.

Foto: Samuel Barcelos/Prefeitura do Rio