PUBLICIDADE

Rio de Janeiro / Cotidiano

 Tudo pronto para o Rock in Rio

Plano do município prevê a participação de mais de dois mil agentes nas operações de transportes, interdições de vias e limpeza urbana

A Prefeitura do Rio está pronta para oferecer todo o apoio logístico para a realização do Rock in Rio que terá início na sexta-feira (02/09), no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca. O Plano Operacional integra 26 órgãos do município para a realização do festival e contempla serviços como planejamento de transportes, interdições de vias e limpeza urbana.

“O Rock in Rio é um presente para a cidade. Quero fazer uma saudação especial a todo o time do Rock in Rio, que demostrou confiança no potencial do Rio de Janeiro e em nenhum momento deixou de acreditar na sua realização. Para aqueles que vão ao evento, quero pedir aos cariocas para que recebam bem nossos visitantes, teremos aqui de 400 a 500 mil turistas”, afirmou o prefeito Eduardo Paes.

O prefeito ressaltou que no ano passado ainda havia muita incerteza sobre esta edição do Rock in Rio por conta da pandemia de Covid-19. Mas que, graças à vacinação, foi possível chegar ao momento de celebrar o Dia do Reencontro.

“Quero lembrar que, há um ano, quando anunciamos o Dia do Reencontro, em 2 de setembro, com o início do processo de flexibilização das medidas restritivas, sofremos críticas, mas a ciência depois mostrou que estávamos certos. O Rio é a cidade do abraço, do contato físico, assim como o Rock in Rio”, ressaltou Paes.

A equipe municipal contará com a atuação de mais de dois mil agentes do município, 54 veículos, 23 caminhões e 22 maquinários, entre outros. Através do Centro de Operações (COR), que coordena a atuação dos órgãos municipais, serão instaladas 129 câmeras no entorno da Cidade do Rock, em pontos estratégicos para a mobilidade urbana.

Nesta edição, que acontece nos dias 02, 03, 04, 08, 09, 10 e 11 de setembro, no planejamento da operação de ônibus para transporte do público até o local, com o objetivo de minimizar o impacto para a população, foi criado o serviço de fretamento de ônibus (Serviço Especial Rock Express) sob a responsabilidade dos organizadores do Rock In Rio, que utilizará a calha do BRT.

Apenas moradores credenciados vão passar nos pontos de bloqueios

Estão programadas diversas interdições no trânsito, no perímetro do Parque Olímpico, em todos os dias de evento. Como por exemplo, entre 14h e 6h, na Avenida Embaixador Abelardo Bueno, no trecho entre a Estrada Arroio Pavuna e Avenida Salvador Allende (confira as interdições e rotas alternativas na apresentação em anexo).

As equipes da CET-Rio vão monitorar toda a área do evento com câmeras, direto do COR, o que permitirá ajustes na programação dos semáforos. Além disso, 17 reboques serão posicionados em pontos estratégicos para desobstrução rápida em caso de acidentes.

Nos pontos de bloqueios, apenas moradores credenciados previamente por meio das Subprefeituras da Barra e de Jacarepaguá, veículos oficiais e o BRT terão permissão para passar. Devido ao grande número de pedestres na área bloqueada, os moradores devem evitar circular de carro, sempre que possível. Nos dias de evento estará proibido o estacionamento, além dos locais já regulamentados, em diversas vias da região. Como não haverá área de estacionamento, a prefeitura recomenda que o público utilize o transporte público.

“ Recomendamos que moradores e quem mais for se deslocar pela região que priorizem o horário da manhã, em que não haverá bloqueios no trânsito. Como grande novidade este ano, vamos fazer o controle das áreas bloqueadas através de cancelas. Os moradores e veículos credenciados receberão tags, que abrirão automaticamente as cancelas, o que vai agilizar bastante os deslocamentos e reduzir a possibilidade de fraudes”, destacou o presidente da CET-Rio, Joaquim Dinis.

Em cada dia do evento, a CET-Rio vai atuar com 210 agentes nas ações de trânsito, entre operadores e equipes de apoio, além de 27 veículos operacionais e 35 motocicletas, que trabalharão para manter a fluidez, coibir irregularidades e orientar pedestres e motoristas. Também haverá 23 painéis de mensagens variáveis móveis e fixos, faixas e banners instalados na região para a orientação sobre horários dos fechamentos e rotas.

Transporte do público terá serviço especial

O Rock Express é o serviço oficial de transporte do festival, que sairá do Jardim Oceânico e do Terminal Alvorada direto para a Cidade do Rock, no Parque Olímpico, via calha do BRT. O bilhete do Rock Express custa R$ 22, inclui o trajeto de ida e volta, e deve ser comprado no site: www.transporterockexpress.com.br

A operação dos ônibus do Serviço Especial Rock Express foi uma autorização dada pela Prefeitura do Rio para a organização do evento.

– É importante que as pessoas comprem antecipadamente as passagens de ida e volta, para que possam sair com rapidez do evento. Lembro que o Rock Express vai usar a calha do BRT, sem fazer paradas nas estações e vai direto para o terminal Centro Olímpico – afirmou a secretária de Transportes, Maína Celidonio.

Como vai funcionar o BRT

O BRT não fará o transporte até a Cidade do Rock.

Alterações durante os dias de evento:

A linha 53B sairá a partir do Terminal Alvorada, e não mais do Jardim Oceânico.

A linha 50 não vai funcionar durante os dias do festival.

Nos horários de pico, os passageiros que quiserem seguir para o corredor Transolímpica deverão pegar a linha 51A no Terminal Alvorada.

Fechamento das estações de BRT do entorno:

– Rio 2: 14h às 6h

– Parque Olímpico: 10h às 6h

– Morro do Outeiro: Fechada para reforma a partir de 02/09. Previsão de reabertura: 12/09

– Terminal Centro Olímpico: Fechado para o evento. Previsão de reabertura: 13/09

BRT para moradores e trabalhadores

Em virtude dos fechamentos das estações do entorno do Rock in Rio, os moradores e trabalhadores da região que utilizam o BRT para se deslocar devem utilizar as estações Riocentro e Minha Praia.

Serviço de táxi

A operação de táxi será realizada somente à noite, na saída do evento, a partir de 23h. O local de embarque será na Avenida Embaixador Abelardo Bueno, em frente ao Parque Olímpico.

Importante ressaltar que o taxista não está autorizado a operar o serviço de táxi dentro da área restrita. O acesso só será permitido para o taxista que estiver no local autorizado.

 Avenida Embaixador Abelardo Bueno recebeu várias intervenções

Além de ter uma equipe exclusiva cobrindo os sete dias de evento, 24 horas, a Secretaria Municipal de Conservação executou diversos serviços na região da Barra. Um dos destaques foi a readequação de uma agulha na estação BRT do Jardim Oceânico, para facilitar o estacionamento e o acesso dos ônibus, melhorando a trafegabilidade.

Ao longo da Avenida Embaixador Abelardo Bueno foram feitas várias intervenções: correção de uma deformação do asfalto; recuperação de rampa de acessibilidade e remoção de obstáculos fixos da calçada; manutenção de trechos da ciclovia que estavam danificados; recomposição de meio-fio e piso intertravado; substituição e nivelamento de grelhas e tampões; remoção de estrutura de concreto e instalação de tampa de concreto. Na Avenida Salvador Allende também foram recolocados tampões de concreto.

Por causa do Rock in Rio, foram suspensas todas as licenças de obras de concessionárias em logradouros públicos no entorno do Parque Olímpico, de 22/08 a 13/09. A decisão vale tanto para licenças já concedidas quanto para a emissão de novas.

A medida contemplou os seguintes logradouros: avenidas Embaixador Abelardo Bueno, Salvador Allende, das Américas, Imperatriz Leopoldina, Olof Palme, Vice-Presidente José Alencar, Jaime Poggi e Alfredo Balthazar da Silveira; estradas dos Bandeirantes e Coronel Pedro Corrêa; e ruas Aroazes, Abrahão Jabour, Francisco de Paula, Franz Weissman, Jorge Faraj, Leonardo Vilas Boas e Pedro Calmon.

Fiscalização de trânsito e patrulhamento terão 962 agentes por dia

A Secretaria de Ordem Pública vai atuar no Rock in Rio com 962 agentes por dia no monitoramento e controle do trânsito, com reboques, fiscalização, ordenamento de ambulantes, patrulhamento nas vias de acesso e estações do BRT, além de vistorias prévias e ações em caso de necessidade emergencial. Somente da Guarda Municipal (GM-Rio) vai utilizar 621 agentes por dia nos serviços de interdição e fiscalização de trânsito, além de patrulhamento e ordenamento urbano. Outros 158 agentes diários do BRT Seguro irão patrulhar as estações.

Participam das ações agentes da Guarda Municipal (GM-Rio), Defesa Civil, Subsecretaria de Operações (SUBOP), Coordenadoria de Controle Urbano (CCU), Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF), Coordenadoria Especial de Transporte Complementar (CTEC), Gerência de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (GFER) e BRT Seguro.

Procon Carioca de olho no comércio

Os agentes do Procon Carioca, órgão vinculado à secretaria municipal de Cidadania fará fiscalização do comércio na Cidade do Rock para verificar se as leis de consumo estão sendo cumpridas.

Comlurb vai colocar 200 contêineres no entorno da Cidade do Rock e fiscalizará com o Lixo Zero

A Comlurb preparou um esquema especial com 181 garis por dia na limpeza externa da área do festival, divididos em três turnos, por 24 horas, incluindo toda a extensão da Avenida Abelardo Bueno e vias do entorno, como as avenidas Salvador Allende, Ayrton Senna, Américas, Armando Lombardi e Ministro Ivan Lins, entre outras.

O serviço diário contará com caminhões compactadores, varredeiras e vans com motobomba para lavagem das vias com água de reuso e uma mistura de detergente e hipoclorito, entre outros equipamentos. E, desde o dia 19 de julho, equipe de combate a vetores do Centro de Pesquisa da Comlurb faz operação quinzenal de combate aos roedores na preparação do local.

A companhia também vai distribuir 200 contêineres de 240 litros no percurso entre os terminais rodoviários e o local do evento. Para fiscalizar o descarte irregular de resíduos e pessoas que estejam urinando em vias públicas, o Programa Lixo Zero vai atuar no entorno do Parque Olímpico, inclusive na extensão da Avenida Salvador Allende.

Já na área interna da Cidade do Rock, contratada pela organização, a Comlurb atuará com 761 garis por dia, em programação de limpeza especial e sustentável, também com a colocação de contêineres para o descarte correto dos materiais potencialmente recicláveis e orgânicos. Todo o material reciclável será encaminhado para cooperativas e os resíduos orgânicos irão para o EcoParque do Caju, onde serão tratados e transformados em adubo.

SMS faz fiscalizações e monitoramento de doenças

As ações da Secretaria Municipal de Saúde começaram em junho, com o Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância de Zoonoses e de Inspeção Agropecuária (IVISA-Rio) realizando reuniões para orientação aos fornecedores quanto às exigências sanitárias a serem cumpridas e noções básicas de manipulação de alimentos. Durante o Rock in Rio, o IVISA-Rio vai fiscalizar os estabelecimentos comerciais do local do evento e também do entorno e inspecionar os sete postos de atendimento médico disponibilizados pela organização do festival.

Já a Coordenação de Vigilância em Saúde Ambiental fez nos meses anteriores ações de controle de vetores (preventivas das arboviroses) em toda a área do Parque Olímpico. Nos dias do Rock in Rio, as ações de vigilância e de resposta às emergências de saúde pública serão realizadas pela equipe CIEVS Rio, com oito técnicos. Eles ficarão responsáveis pela tomada das medidas emergenciais, como em casos de identificação de doenças como monkeypox e Covid-19 entre o público presente ao festival.

Fotos: Prefeitura do Rio e Reprodução