PUBLICIDADE

Brasil / Política

Bolsonaro participa de passeio de moto com apoiadores e gera aglomeração no Rio

O presidente Jair Bolsonaro  participou de um passeio de moto pelas ruas do Rio de Janeiro, na manhã deste domingo (23). O evento teve a participação de motoqueiros de diversas partes do país, com muitas pessoas sem máscara e aglomeração.

O grupo percorreu um trajeto de cerca de 60 quilômetros, entre a Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade, e o Aterro do Flamengo, na Zona Sul. Pelo caminho, Bolsonaro, sem máscara, cumprimentou, tocou e conversou com diversos apoiadores, também sem máscara, infringindo normas vigentes na cidade para conter o avanço da Covid-19.

Um decreto do governo do Rio prevê o uso obrigatório de máscara em lugares públicos e também o distanciamento mínimo de 1,5 metro. Muita gente do grupo não respeitou essas determinações.

Após passeio, o presidente discursou próximo ao Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, popularmente conhecido como Monumento aos Pracinhas, no Aterro do Flamengo, na zona Sul do Rio. Ele lamentou as mortes ocorridas no Brasil e defendeu a liberdade e a democracia. “Lamento cada morte havida no Brasil, cada morte, não importa a motivação da mesma. Mas nós temos que ser fortes, nós temos que enfrentar desafios, viver e sobreviver”, disse o presidente.

Acompanharam o presidente políticos e autoridades, entre eles, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e o deputado federal Marco Feliciano (Republicanos-SP). O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello também estava presente.

Bolsonaro chegou ao Rio de helicóptero, por volta das 9h30, e foi recepcionado pelo governador Cláudio Castro no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca. De lá, seguiu para onde estavam seus apoiadores para liderar o passeio.

Fotos: ABr.