PUBLICIDADE

Estado / Rio de Janeiro

Sesc tem programação diversificada na Festa Literária Internacional de Paraty

Livros dos vencedores do Prêmio Sesc de Literatura de 2022 serão lançados no evento

O Sesc estará presente em mais uma edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) com uma programação diversa e para todas as idades. De 24 a 27 de novembro, estão sendo oferecidas mais de 40 atrações de variadas linguagens artísticas. Cafés literários, apresentações de música e teatro, contação de histórias, saraus e oficinas criativas compõem a programação totalmente gratuita, realizada em três espaços da cidade: Sesc Caborê, Sesc Santa Rita e Casa Edições Sesc.

“Retornar à Flip presencialmente, depois da pandemia, é um momento incrível. E, nesse ano, vamos levar mais uma vez a Paraty uma amostra de nossa atuação no estímulo à cultura e à literatura, além de oferecer ao público atrações que representam a diversidade do nosso país. Estamos ansiosos para receber muitos visitantes e apresentar um Brasil múltiplo em nossas unidades”, destaca a Diretora de Programas Sociais do Departamento Nacional do Sesc, Janaina Cunha.

Sesc Santa Rita

Localizado no Centro Histórico de Paraty, o Sesc Santa Rita terá como ponto alto da programação o lançamento dos livros vencedores do Prêmio Sesc de Literatura de 2022: Corpos benzidos em metal pesado, do paraense Pedro Augusto Baía, vencedor da categoria Conto, e o romance Mikaia, da gaúcha Taiane Santi Martins. Os autores participaram de um bate-papo com o público e apresentação de suas obras, publicadas pela Editora Record, no dia 26 de novembro, às 19h30.

A programação na unidade conta ainda com Cafés Literários, que promoverão encontros de autores com o público. Entre os convidados está Itamar Vieira Junior, autor de Torto Arado, vencedor do Prêmio Jabuti. Ele e o poeta Marcelo Labes, vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura com o romance Paraízo-Paraguay, conversam sobre o tema ‘Quantos brasis existem num Brasil?’.

A comemoração dos 100 anos de José Saramago, que para muitos críticos foi o autor fundamental para a internacionalização da produção literária escrita na língua portuguesa, também estará em debate no Café O legado e relações entre Saramago e o Brasil, com a escritora Andrea Del Fuego e o jornalista e mestre pela Universidade de Salamanca, Ricardo Viel.

Aproveitando o clima dos jogos da Copa, os jornalistas Xico Sá e Milly Lacombe farão um bate-bola literário, sobre a dobradinha entre esportes e a escrita, que já legou grandes momentos em livros e nas crônicas esportivas da imprensa.

Outra atração do espaço será a exposição NHE AMBA, do artista Xadalu. A mostra traz referências da cosmologia consultada pelos caciques e sábios, em que Nheé significa “espírito” e “Ambá”, “morada de Deus”, lugar que abriga todos os espíritos das cidades celestiais. As narrativas destes rituais estão presentes na produção do artista através de pinturas, gravuras, vídeo e instalação.

A programação voltada ao público infantil tem como destaque a contação de histórias na voz do escritor François Moïse Bamba, com narrativas africanas nos ‘Contos e lendas de Burkina Faso”. Será um convite a uma viagem ao “país dos homens íntegros” e uma descoberta do seu povo para permitir a partilha de culturas, histórias, crenças, valores e visões de mundo, processo que permite um enriquecimento mútuo e de respeito às diferenças. François Moïse Bamba é da casta dos ferreiros, os mestres do fogo e do ferro do país africano. Foi iniciado na arte do conto por seu pai e criado em estreita relação com a tradição da cultura e da arte griot de Burkina Faso. Coletou e reescreveu numerosos contos populares, alguns deles dando origem a obras publicadas na França.

Sesc Caborê

O Sesc Caborê recebe nos dias da Flip uma programação bem alinhada com o cenário da unidade: um amplo espaço aberto em meio a natureza e ao lado do rio Perequê. Como a oficina Aquaterra Rupestre – Tintas Naturais com Pigmentos Minerais, com Marcela da Terra, que trará para o público a arte da preparação de tintas aquarelas usando ingredientes naturais e pigmentos minerais extraídos da região de Paraty para criar uma ampla paleta de cores locais.

Outro destaque é a apresentação do coral da aldeia Guarani da Tekoa Itaxi, também conhecida como aldeia de Itaxi Mirim, que mostrará a tradição oral dos povos originários.

O palco da unidade também recebe a apresentação musical “Pomares”, com Chico Chico. Indicado ao Grammy Latino 2022 na categoria Melhor Álbum de MPB, “Pomares” faz reverência a quem plantou as sementes, arou a terra e abriu os caminhos. É fruto maduro que Chico Chico, compositor de todas as faixas. Trazendo na bagagem referências como Itamar Assumpção, Luiz Melodia, Sérgio Sampaio, Jards Macalé, Caetano Veloso e Gilberto Gil, Chico Chico apresenta em Pomares um repertório com 16 músicas, dentre elas Árvore, Ribanceira, Mãe, Amarelo Amargo, entre outras.

Em paralelo às atrações, o público pode conhecer e aproveitar o BiblioSesc, unidade móvel de biblioteca que estará estacionada no local. Além da oportunidade de leitura dos mais variados livros, o espaço também terá mediação de leitura com o coletivo Kekere Infâncias, que propõe pensarmos em uma forma de recriar o tempo, buscando outros sentidos, a partir das referências africanas.

Casas Edições Sesc

Localizada na Rua Marechal Santos Dias (antiga rua da Matriz), no Centro Histórico, a Casas Edições Sesc vai oferecer aos visitantes da Flip uma programação inspirada nos títulos das Edições Sesc São Paulo. Lançamentos e bate-papos discutem questões ligadas aos povos originários, música, política, literatura, protagonismo negro e jornalismo cultural. No espaço, o público também poderá adquirir diversos títulos do catálogo da editora.

A programação completa está disponível em www.sesc.com.br/flip.

Acompanhe a programação também pelas redes sociais:

https://pt-br.facebook.com/SescBrasil/

https://www.instagram.com/sescbrasil/

Sesc Santa Rita – Rua Dona Geralda 320, Largo de Santa Rita, Centro Histórico.

Sesc Caborê – Avenida Otávio Gama 1.709, Caborê

Casa Edições Sesc – Rua Marechal Santos Dias 43, Centro Histórico.

Fotos: Divulgação